Category

Notícias SINDOJUSGO

50% dos oficiais de Justiça federais do RS sofrem de distúrbios psiquiátricos

By | Notícias SINDOJUSGO | No Comments

Ao menos 50% dos oficiais de Justiça que atuam na Central de Mandados de Porto Alegre (Cempa) sofrem dos chamados Distúrbios Psiquiátricos Menores (DPM), nos quais se incluem males como estresse, ansiedade, depressão e neuroses. A estatística foi revelada em pesquisa de saúde física e mental realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal do Rio Grande do Sul (Sintrajufe/RS), junto àqueles servidores, entre os meses de setembro e dezembro de 2012. Responderam ao censo 71, dos 78 oficiais de Justiça lotados naquela unidade judiciária. O levantamento apurou informações relacionadas às consequências do trabalho na saúde dos servidores, atividades consideradas mais penosas por estes trabalhadores, violências sofridas pelos oficiais durante as suas atividades, motivos de insatisfação na carreira profissional, dificuldades em realizar o trabalho, fatores de motivação, entre outros critérios. Veja a íntegra do levantamento. Desocupações e despejos figuraram entre as atividades taxadas como mais penosas (57,7%), seguidas por visitas a lugares pouco urbanizados, desprovidos de condições favoráveis de higiene e com histórico de violência (52,1%). Mandados cumpridos à noite ou de madrugada (38%) foram elencados, também, como tarefas perigosas pelos servidores ouvidos no censo. A falta de reconhecimento das atribuições do oficial de Justiça, entretanto, foi apontada como principal…

Leia Mais

5 de setembro: dia do Oficial de Justiça

By | Notícias SINDOJUSGO | No Comments

O oficial de justiça é o servidor do Poder Judiciário encarregado de materializar as decisões dos magistrados, conhecido como a “longa manus” da justiça, ou seja, a justiça em campo. Para que os atos judiciais tenham a sua eficácia, obrigatoriamente o oficial de justiça deve intervir diligenciando e posteriormente certificando detalhadamente o ocorrido, tendo esta ação fé pública e constará dos autos dos processos judiciais, servido como base para a decisão de mérito do magistrado. Evidentemente que a atividade do oficial de justiça não é trivial. O mesmo deve se deslocar para qualquer que seja o local designado, quer seja um condomínio de luxo ou na mais perigosa favela, e lá deve interagir com a parte no cumprimento do mandado judicial, não importando se o jurisdicionado é um respeitável cidadão ou o mais perigoso marginal. No cumprimento dos mandados judiciais, os oficiais de justiça vão sozinhos, desarmados, sem colete a prova de balas e na esmagadora maioria das vezes, sem qualquer apoio policial. Além do constante risco de morte, o oficial de justiça tem o dever de ofício de cumprir mandados judiciais extremamente desgastantes sob o ponto de vista emocional, tais como busca e apreensão de menores, despejos de pessoas…

Leia Mais

Ministra do STF reconhece riscos da atividade do Oficial de Justiça

By | Notícias SINDOJUSGO | No Comments

A ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia reconhece, ao votar no Mandado de Injução nº 833, impetrado pelo Sindicato dos Servidores das Justiças Federais do Estado do Rio de Janeiro (Sisejufe), que os oficiais de Justiça avaliadores federais exercem atividade com risco ainda maior que aquele derivado de atividades de policiais federais e civis. O referido mandado encontra-se atualmente sobrestado, como o de outras entidades representativas da categoria. Veja o video abaixo:

Leia Mais

Novo Portal

By | Notícias SINDOJUSGO | No Comments

A Aojusgo visando sempre estar mais próxima de seus associados lança seu novo portal na internet. Agora contamos com o que mais de novo há em termos de tecnologia para além de prover melhor conteúdo estreitar mais ainda os canais de comunicação. Nosso novo site é totalmente responsivo, isso quer dizer que pode ser acessado por tblets, smartphones e é claros por notebooks e computadores. Agora nosso portal possui: Conteúdo totalmente atualizado e direcionado; Newsletter; SMS Delivery; Informações em tempo real da nossa associação;

Leia Mais

Sede Recreativa

By | Notícias SINDOJUSGO | No Comments

A associação visando sempre promover o bem estar, proximidade e confraternização do colaborador encerra novas reformas em nossa sede recreativa. Agora podemos desfrutar mais ainda da nossa área de lazer. Agende um horário e trava sua familia para se divertir, não se esqueça o clube é seu também.

Leia Mais

Tribunal prorroga entrega da DIR

By | Notícias SINDOJUSGO | No Comments

A Aojusgo (Associação dos Oficiais de Justiça do Estado de Goiás) comunica aos seus associados que o Tribunal de Justiça prorrogou até o próximo dia 30 o prazo para o envio da Declaração de Ajuste Anual junto à Receita Federal (Imposto Sobre a Renda – Pessoa Física), referente ao exercício 2013, Ano Calendário – 2012. O envio deve ser feito via sistema do servidor no site www.tjgo.jus.br. A necessidade de prestar as informações sobre a renda dos servidores e magistrados do Poder Judiciário está acontecendo em todos os tribunais do Brasil em atendimento ao senso do Conselho Nacional de Justiça, conforme publicação: http://www.cnj.jus.br/pesquisas-judiciarias/censo-do-poder-judiciario. A Associação orienta os seus associados para que atendam ao determinado e no prazo estipulado para assim evitar aborrecimentos como o bloqueio do crédito do pagamento.

Leia Mais

Nota de Falecimento

By | Notícias SINDOJUSGO | No Comments

A AOJUSGO LAMENTA INFORMAR O FALECIMENTO DA SRA. MARIA ZILDA FALDO DE SOUZA, A DONA ZILDA, MÃE DO NOSSO COLEGA VICTOR COELHO SOUSA FILHO (Oficial de Justiça de Goiânia). Segundo informações a Dona Zilda já estava internada com problemas de saúde desde a semana passada e na data de hoje por volta das 14:30 hs veio a falecer. Compartilhamos a dor do nosso associado e colega. O Velório e sepultamento acontecerão na cidade em que a Dona Zilda morava no interior do Estado de Minas Gerais.

Leia Mais
cartaz congress sindojus

I ENOJUS

By | Notícias SINDOJUSGO | No Comments

PRESIDENTE DO SINDOJUS-PB CONVIDA PARA I ENOJUS – I ENCONTRO NACIONAL DE OFICIAIS DE JUSTIÇA Apresentação O momento é de unirmos forças, pois os desafios se intensificam; as perspectivas, nós as criaremos.O desafio maior com a realização deste I Encontro Nacional é o fortalecimento contínuo da categoria dos Oficiais de Justiça. A preparação para o futuro, que se mostra bastante indefinido, principalmente se levarmos em conta a realidade do País e as sucessivas propostas de reforma da Justiça brasileira. A expectativa é que, através da troca de ideias e experiências, possamos alcançar novos patamares em busca da valorização definitiva desta carreira, que, em razão das peculiaridades de sua atividade, se torna cada vez mais especial.Assim, é com enorme satisfação que apresento aos Senhores Oficiais de Justiça de todo País, o I Encontro Nacional de Oficiais de Justiça, que será realizado em João Pessoa – Paraíba, em uma belíssima paisagem, para discutirmos e analisarmos os rumos a serem tomados por nossa categoria. Será um prazer imenso ter a companhia agradável de colegas que assumem o compromisso de realizar a Justiça em um Brasil modificado a cada dia por reformas. Devemos estar preparados para acompanhar essas mudanças. Enfim, aguardo-os com ansiedade, na…

Leia Mais

Para Reflexão

By | Notícias SINDOJUSGO | No Comments

Caros Colegas Oficiais de Justiça, Durante o II Congresso dos Oficiais de Justiça Estaduais, ocorrido em Natal-RN, no ultimo mês próximo passado, encontrei o meu colega de Minas Gerais, Jonathan, um Oficial competente e estudioso, que em seus estudos e manuscritos, achou uma declaração do então Professor Alfredo Buzaid, que transcrevo abaixo, colocando a categoria dos Oficiais de Justiça em seu devido lugar, ou seja, ao lado da Magistratura, do Ministério Publico e Delegados, onde para este Grande Jurista que foi, somos uma categoria que presta serviços essenciais à sociedade, e é esta vertente que devemos lutar e gastar nossas energias. Lutar por uma PEC que trata de nossos valores diferentemente o que vem sendo tratado por uma “PEC 190” fantasiosa. Coloco também um artigo da Carta Magna de 1.215, onde ainda nos colocavam lado a lado com os nossos atuais superiores, e que por não lutarmos unidos foi nos tirado nas ordenações subsequentes. Espero que este pequeno trecho do texto do Dr. Alfredo Buzaid, faça florescer as ideias de nossos colegas brilhantes, que são, para imbuirmos em uma luta que traga verdadeiros frutos em nosso futuro, ou seja, lutar por uma Emenda Constitucional, onde passemos fazer parte no artigo…

Leia Mais